no-style


EXCLUSIVO: DONA DA CASA ONDE OCORREU OPERAÇÃO "CAVALO DE TRÓIA" FALA PELA 1ª VEZ


Casa onde ocorreu a operação ficou com as marcas de tiros | TV Pajuçara

A dona da casa onde ocorreu a operação Cavalo de Tróia, em Santana do Ipanema, que terminou com a morte de 11 acusados de assaltos a bancos, conversou nesta terça (13) com exclusividade com o TNH1, na sede da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), em Maceió.

 A mulher, de 58 anos, foi chamada para prestar depoimento aos delegados Fábio Costa e Caio Rodrigues, mas antes falou pela primeira vez a um veículo de imprensa como foi abordada pelos bandidos, horas antes da ação policial, na zona rural de Santana.

Ela relatou que por volta das 4h da quinta-feira (8), três homens chegaram à residência dela, sendo que dois estavam armados. Eles a mantiveram presa na casa até quase o final da manhã, quando ela foi liberada e procurou abrigo na casa de uma filha, no mesmo sítio da família.

Depois disso, a mulher conta que apenas ouviu os tiros disparados dentro da casa, por volta das 16h. O depoimento ocorreria na sede da Deic, mas foi transferido para a Delegacia de Homicídios.

Depoimento

O advogado Marinésio Luz, que acompanha a dona do imóvel para o depoimento, ainda detalhou ao TNH1 que o grupo armado manteve a mulher presa em um quarto, enquanto usufruía da casa e da alimentação.
“Ela não sofreu nenhum tipo de violência física, mas foi ameaçada para não procurar a polícia. Ela nem tinha como sair de lá para procurar a polícia, é uma região de difícil acesso”, relatou.

Ainda de acordo com Marinésio Luz, a dona da casa não conhecia nenhum dos acusados. “Ela ficou muito abalada e também está sendo mal vista nas redondezas”, afirmou.

O delegado Fábio Costa conversou com a reportagem, mas não comentou nada sobre o depoimento.

Advogado da dona da casa ao deixar a Deic em direção à Delegacia de Homicídios. Crédito: TNH1 / Eberth Lins
Fonte: Tnh1



Postar um comentário

0 Comentários