ALAGOAS TEM 10 MIL ARMAS REGISTRADAS E RENOVAÇÃO AUMENTOU 131% EM 5 ANOS, REVELA PF


                                 143 registros de porte foram expedidos nos últimos três anos em Alagoas

FOTO: AILTON CRUZ/ARQUIVO
Dados do Sistema Nacional de Armas (Sinarm) repassados à Gazetaweb pela Polícia Federal (PF) revelam que, atualmente, 10.016 armas de fogo estão com registro ativo em Alagoas. Nos últimos três anos, 143 registros de porte de arma foram expedidos no estado, o que garante ao cidadão o direito de transitar com a arma pelas ruas. A tendência é que haja um crescimento nos pedidos após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinar um decreto que facilita a posse de arma de fogo.



 Os números evidenciam queda em novas solicitações no estado, no entanto, a renovação dos registrados já concedidos aumentou 18% em 2018, quando comparado com o mesmo período de 2017.

 A renovação de registros de arma de fogo mais que dobrou nos últimos quatro anos em Alagoas, enquanto a concessão de novos registros caiu pra menos da metade do que foi expedido em 2014.

 O Sinarm é o órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública no âmbito da Polícia Federal, responsável pelo controle de armas de fogo em poder da população.

 Redução

 Os números de concessão de novos registros de arma de fogo em Alagoas caíram 57% nos últimos 5 anos no estado, recuando de 1.375 registros em 2014 para 585 no ano passado - o menor volume nesse período.

 Segundo os dados do Sinarm, em 2015 foram concedidos 848 registros. Em 2016, esse total voltou a crescer, alcançando a marca de 1.141 novos registros. No ano seguinte, houve nova queda, para 672 registros.

 Aumento

 Já no caso dos registros renovados a tendência foi contrária. O índice cresceu 131% no estado nos últimos 5 anos, saltando de 1.600 registros de armas renovados no estado em 2014, para 3.704 documentos no ano passado - o maior volume dos últimos quatro anos.

 O Sinarm informa que houve retração em 2015, quando foram renovados 1.241 registros. No ano seguinte, no entanto, o número voltou a crescer alcançando a marca de 3.120. Em 2017, o volume de renovações permaneceu estável, com 3.126 registros.

 Questionada, a Polícia Federal informou que não tem dados de pedidos negados ou do perfil dos solicitantes.

Por;Gazetaweb

Postar um comentário

0 Comentários