VÍDEO MOSTRA TORCEDOR ESPANCADO AO LADO DE PM, CORPORAÇÃO DIZ QUE POLICIAL SEGUIU ORIENTAÇÃO



A PM diz que ele chamou reforço e que é orientado a não agir individualmente. Situação foi controlada quando outro militar chegou com arma na mão. Briga entre torcedores foi no Leme.




Um vídeo que circula por redes sociais mostra o momento em que um torcedor do Peñarol é espancado no chão no Leme, na Zona Sul do Rio, durante uma briga de torcedores na tarde desta quarta-feira (3). Caído, o homem é agredido por vários brasileiros, enquanto um policial militar, do outro lado da rua, apenas observa.

Os agressores dão chutes, socos e usam objetos com paus e até uma cadeira para bater no uruguaio, que tenta se proteger sobre o asfalto da Avenida Atlântica. A sessão de espancamento só acaba quando outro policial militar se aproxima, com a arma em punho.

Quando para de ser agredido, com o policial ao lado, o torcedor do time uruguaio se levanta e entra em um ônibus que levava a torcida.

Em nota, a PM disse que "o policial militar que aparece nas imagens solicitou reforço e, sob orientação de não agir individualmente nesse tipo de caso, estava aguardando a chegada de sua dupla, que atuava em outra ação próxima".

"Ressaltamos que o policial manteve a cautela e não utilizou sua arma de fogo, mesmo diante de inferioridade numérica, o que poderia colocar em risco a vida dos envolvidos no tumulto", acrescenta o texto enviado pela assessoria de imprensa da corporação.

Cerca de 100 torcedores do Peñarol foram detidos após a briga na orla do Leme, perto do hotel onde está hospedado o time uruguaio. Vários vídeos que circulam por redes sociais mostram cenas de pancadaria no calçadão e no meio da rua. As imagens mostram cadeiras voando e paus e outros objetos sendo usados nas agressões.

Pelo menos um homem foi levado para o hospital com ferimentos.

A PM informou que os torcedores do Peñarol envolvidos na confusão "se encontram detidos pela @PMERJ e não poderão assistir ao jogo".

Ao GloboEsporte.com, o comandando do Bepe, coronel Silvio Luiz, disse que um grupo de rubro-negros do Espírito Santo foi atacado pelos uruguaios, dando início à confusão.

"Um ônibus de rubro-negros do Espírito Santo encontrou o grupo do Peñarol, que atacou os torcedores do Flamengo. Minha equipe atuou, com auxílio do 19 batalhão. Quem foi detido não vai para o jogo. Vai para a delegacia", disse o oficial.

Flamengo e Peñarol se enfrentam pela Libertadores da América, no Maracanã. Os torcedores do Peñarol comparam até agora cerca de 1500 ingressos para a partida de logo mais no Maracanã, e terão ao todo 2000 entradas no setor sul.

Fonte: Texto e vídeo/Youtub

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As Mais acessadas da semana (Verdade Livre)