VÍDEOS: POLÍCIA E MANIFESTANTES ENTRAM EM CONFRONTO EM FRENTE À CÂMARA MUNICIPAL



 Durante o protesto em frente à Câmara Municipal de Maceió, em Jaraguá, na tarde desta terça-feira (9), servidores públicos e policiais militares entraram em confronto. Houve depredação do prédio e tiros de bala de borracha. Os manifestantes se concentraram no local para reclamar de dois projetos de lei (PL) que foram publicados pela Prefeitura de Maceió e alteram o estatuto e o Plano de Cargos, Carreira e Salários dos servidores municipais.



Um vídeo compartilhado nas redes sociais do Portal TNH1 mostra o momento em que um dos policiais do Batalhão de Radiopatrulha atirou para o alto para dispersar os manifestantes, que teriam jogado pedras em direção à guarnição. Nas imagens também é possível identificar uma fumaça causada por uma bomba de gás arremessada pelos PMs. 

As portas de vidro da entrada do prédio foram quebradas e centenas de servidores invadiram a Câmara. Eles foram em direção ao plenário e interromperam a sessão que iria discutir os decretos da Prefeitura.

De acordo com informações da reportagem da TV Pajuçara, um policial foi atingido na cabeça com uma pedra, e um manifestante também foi ferido na confusão. Eles foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado (HGE) para atendimento médico e liberados em seguida.

Veja Vídeos AQUI:


Por: TNH1

Um comentário:

  1. É importante deixar claro que as sessões da Câmara são públicas, no entanto o legislativo de Maceió havia fechado as portas negando nosso direito de participação, num processo cujos prejudicados seriam os servidores municipais. Foi preciso, infelizmente, usar da força para entrar em um espaço que é nosso. Aliás, a polícia foi bastante truculenta com professores, funcionários de saúde e servidores de um modo geral. A segura mias uma vez em defesa de político corrupto que usurpam direitos adquiridos e planejam congelar o salário do servidor.

    Me pergunto, onde uma professora mãe que ganha 2.000 reais no mês, paga aluguel e com filhos, consegue se manter em um centro urbano, ainda pagando passagem diariamente para ir trabalhar. Só na mente fascista e repugnante de Rui Palmeira.

    ResponderExcluir

As Mais acessadas da semana (Verdade Livre)