UNHAS DESCAMANDO: SAIBA COMO IDENTIFICAR SINAIS DE DOENÇAS; CONFIRA

Imagem/Ilustrativa

Notar que está com as unhas descamando, fracas e quebradiças costuma ser uma preocupação não somente por questões estéticas, mas, sobretudo, pelo fato de as unhas darem importantes pistas sobre a saúde. 


Em muitos casos, a descamação das unhas é proveniente de hábitos do dia a dia, como usar esmaltes sem intervalos, mas também pode ser sintoma de algumas doenças, como hipotireoidismo ou anemia.

Mas não adianta olhar para as unhas e se desesperar! A recomendação é procurar um dermatologista, que poderá diagnosticar se existe ou não alguma alteração importante na saúde. Conheça abaixo prováveis causas das unhas estarem descamando e esclareça suas dúvidas sobre o tema.

Principais causas das unhas descamando
Unhas descamando podem ser sinais de um quadro simples (alergia, por exemplo) ou de doenças mais importantes. Confira abaixo as possíveis causas:

Falta de vitaminas

Sara Bragança (CRM: 52.64654-7), médica pós-graduada em Dermatologia, membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, comenta que a falta de vitaminas proveniente de uma alimentação inadequada (ou ainda, de dietas restritivas prolongadas) é a principal causa da descamação das unhas.

O que acontece é que faltam vitaminas D, B e/ou A. Com isso, o corpo fica escasso de substâncias para a produção da queratina, que é o principal componente da unha, explica a dermatologista.

Nesses casos, o tratamento prevê, em geral, consumir alimentos que contenham essas substâncias e pode ser necessário suplementar, mas isso deve ser feito sempre com orientação do médico responsável.

Anemia

Na anemia, faltam glóbulos vermelhos no corpo, o que gera redução do fluxo de oxigênio para os órgãos. Entre outros sintomas, a anemia causa alterações nas unhas, que podem ficar descamadas, secas e quebradiças.

Hipotireoidismo

No hipotireoidismo, a glândula tireoide não produz a quantidade suficiente de hormônios, ocorrendo a diminuição do metabolismo e dificultando o transporte dos nutrientes para as unhas. Dessa forma, elas tendem a ficar descamando, fracas e quebradiças.

Hábitos e cuidados

Ficar muito tempo com as mãos na água (quando se lava muita louça, por exemplo), mexer constantemente com produtos de limpeza fortes sem usar luva, algum tipo de trauma nas unhas também são possíveis causas para a descamação, assim como alergias de contato.

Em alguns casos, o problema pode estar exatamente no momento de “cuidar das unhas”. Usar acetona, passar esmaltes de baixa qualidade, colocar unhas postiças, lixar exageradamente, não dar intervalo e/ou ficar muito tempo sem trocar o esmalte são medidas que podem afetar as unhas tornando-as descamadas.

“O esmalte deve ser renovado no máximo a cada sete dias e, no intervalo, a unha deve permanecer sem esmalte por um a dois dias”, comenta a dermatologista. Outro problema é o processo de colocar unhas postiças, que pede que a unha seja lixada em toda sua superfície. Isso ocasiona perda de várias camadas naturais da unha, que tende a ficar descamando até sua recuperação total.

Estresse

O estresse traz diversas consequências ao organismo pois mobiliza diferentes homônimos. Entre tais consequências, pode gerar alterações nas unhas, deixando-as mais fracas e descamadas.

Psoríase

Psoríase é uma doença inflamatória crônica que acomete a pele e que pode acometer também as unhas das mãos e/ou dos pés, deixando-as descamadas, sem cor, com manchas e/ou depressões.

As causas para unhas descamando são as mais variadas possíveis, podendo ser de origem interna ou externa. O ideal é fugir das suposições e buscar ajudar médica tão logo notar esse sinal.

Fonte:Cidades na Web

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As Mais acessadas da semana (Verdade Livre)