PREOCUPADO COM DESPROMOÇÃO, POLICIAL MILITAR ATENTA CONTRA A PRÓPRIA VIDA

Imagem/Internet

Militar foi encontrado pela noiva desacordado e foi levado a um hospital particular


As despromoções na Polícia Militar de Alagoas já estão começando a fazer vítimas. Nesta terça-feira (10), um polical militar atentou contra a própria vida e precisou ser socorrido a um hospital particular. Ele já havia comentado com amigos que cometeria tal ato por estar temeroso com a perda de patente.

De acordo com o irmão do militar, Davi Holanda, momentos antes da tentativa, ele chegou a ligar para um amigo advogado para se despedir. Esse amigo, por sua vez, telefonou para a noiva do PM, que foi imediatamente até o apartamento dele e o encontrou desacordado. Uma ambulância foi acionada e conduziu o militar até a unidade de saúde.

"Isso está acontecendo por causa dessas despromoções. Esta situação chegou ao estopim e teve como primeira vítima o meu irmão. O governador e o comando da PM precisam se pronunciar sobre isso", afirmou Davi, destacando que o militar, conhecido como capitão Holanda, já apresentava um quadro depressivo antes do ocorrido.

Outro irmão da vítima, Jayme Holanda contou que o irmão acompanha essa situação de despromoções e que tem processo tramitando no Superior Tribunal de Justiça (STJ). "Ele ficou nervoso vendo os companheiros perderem a patente", revelou.

Segundo informações extraoficiais, o militar não estava lotado em nenhum batalhão, mas encontrava-se à disposição da Segurança Pública. Agora, o irmão dele pretende interná-lo para que ele tenha a vida preservada e faça tratamento.

No Diário Oficial desta terça-feira (10), foram publicados os nomes de militares que perderam algum benefício, como o de antiguidade, por exemplo. Um deles, no entanto, terá que deixar a patente de major e voltar a ser capitão. As despromoções estão sendo publicadas aos poucos no Boletim Geral Ostensivo (BGO) da PM e também no Diário Oficial.

A despromoçeta Webão dos militares de Alagoas - depois que o governador Renan Filho (MDB) solicitou a revisão nos trâmites de promoções dentro da corporação e a ação foi referendada pelo Tribunal de Justiça (TJ/AL)

A Gazetaweb tenta contato com o Centro de Assistência Social da Polícia Militar, que se dirigiu até o hospital para prestar apoio ao militar e seus familiares.

Por:Gazeta Web

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As Mais acessadas da semana (Verdade Livre)