GESTANTE EM TRABALHO DE PARTO PASSA A NOITE DEITADA EM CADEIRA POR FALTA DE LEITO EM MATERNIDADE NO INTERIOR DO CEARÁ

Evelin passou a noite deitada nas cadeiras da maternidade acompanhada mãe e do marido. — Foto: Arquivo Pessoal

A maternidade informou que atua acima da capacidade máxima.


Uma gestante em trabalho de parto precisou passar a noite nas cadeiras da sala de espera de uma maternidade de Sobral, no norte do Ceará, por falta de leito na unidade médica. Ela deu entrada no local na noite do domingo (8).

Em nota, a Maternidade Santa Casa da Misericórdia de Sobral informou que está funcionando acima da capacidade máxima. De acordo com a instituição, a unidade encontra-se com 70 pacientes, tendo capacidade para 53.

“Meu medo é acontecer algo com meu filho”, conta Roger Mota, de 21 anos. Ele é marido de Evelin Iria Silva, de 22 anos. A Maternidade Santa Casa da Misericórdia de Sobral informou ao casal que, pelo fato do bebê ser prematuro, não iriam fazer a cesárea naquele momento.

 Segundo a maternidade, a paciente está em uso de corticoide e antibióticos para prevenir bactérias. O processo é o indicado para retardar o parto e garantir a completa formação do pulmão do bebê.

Mesmo com a situação delicada, a gestante não conseguiu um leito na maternidade. “Isso é injusto e não é humano”, reclama Roger. Ele disse ainda que a família chegou na unidade médica às 18h e foram atendidos às 20 horas e 30 minutos.

Ainda segundo o marido, o casal é residente do município de Jijoca de Jericoacoara e teve que se deslocar até a cidade de Sobral para receber atendimento médico. Evelin está grávida do primeiro filho, com uma gestação de 35 semanas e 6 dias.

Por:G1

Postar um comentário

0 Comentários