no-style


DIOCESE DE PAULO AFONSO LIBERA REABERTURA DE IGREJAS A PARTIR DESTE DOMINGO, DIA 19 DE JULHO

Crédito: Pascom
A Diocese de Paulo Afonso (BA), pensando no bem do povo de Deus e a vivência da fé comunitária, retoma as celebrações com a participação de fiéis, a partir deste, dia 19 de julho. Foram mais de três meses com as igrejas “fechadas” e com restrição nos atos religiosos. Agora, as Paróquias seguem orientações de higienização e um número reduzido na participação nas celebrações litúrgicas.

O Decreto descreve como as diversas paróquias e quase-paróquias devem proceder nesse novo momento com a reabertura parcial. A situação da pandemia, provocada pelo novo covid-19, exige clareza e prudência.

A Diocese pede aos fiéis compreensão nesse momento, principalmente, dos idosos e dos grupos de risco, para que fiquem em suas casas e esperem o tempo certo para participarem das celebrações e compromissos na comunidade de fé.

Veja algumas medidas a serem seguidas de acordo com o decreto assinado pelo bispo Dom Guido Zendron:

– Convidam-se os fiéis pertencentes a grupos de risco a não freqüentar a Missa dominical, optando a participar da Missa durante a semana, em que há menos fiéis;

– Sejam afixados em lugares visíveis cartazes orientando quanto às regras de higiene e de distanciamento;

– As comunidades devem organizar equipes de acolhida que auxiliem os fiéis no cumprimento das normas de proteção;

– Sempre que possível, as portas de entrada sejam distintas das de saída e que haja indicadores de percursos de sentido único de modo a evitar que as pessoas se cruzem;

– Os fiéis devem higienizar as mãos à entrada da igreja com álcool em gel 70% INPM ou outro produto desinfetante. Bem como desinfetar os pés nos tapetes sanitários. As pessoas a quem a comunidade cristã confiar esta tarefa porão à disposição frascos dispensadores com uma quantidade suficiente de produto desinfetante e verificarão que todos, sem exceção, desinfetem as mãos;

– É obrigatório o uso de máscara, a qual só deverá ser retirada no momento da Comunhão eucarística;

– O acesso dos fiéis às Missas dominicais, às celebrações da Palavra e a outros atos de culto será limitado no número de participantes, de acordo com a dimensão da igreja e as regras aplicáveis, pelas autoridades competentes, a todos os eventos em espaços fechados. Assim como obedecendo fielmete o critério adotado previamente pela equipe de acolhida;

– Deve-se respeitar a distância mínima de segurança entre participantes – de modo que cada fiel disponha, só para si, de um espaço mínimo de 2m² – e garantir, com medidas adequadas, que as distâncias necessárias sejam respeitadas (por ex.: fechando-se o acesso a alguns bancos ou alternando as filas, afastando cadeiras; marcando os lugares com cores ou outros sinais). A regra do distanciamento não se aplica a pessoas da mesma família ou que vivam na mesma casa.



PA4/ com Comunicação da Diocese (Pascom) 

Postar um comentário

0 Comentários