SOB JUDICE: EM MAIS DE 100 CIDADES, CANDIDATOS TÊM MAIORIA DOS VOTOS, MAS AINDA AGUARDAM DECISÃO DA JUSTIÇA PARA SEREM ELEITOS

Imagem/Internete

Candidatos estão com o registro indeferido, mas ainda recorrendo, em 102 municípios brasileiros. Um terço das prefeituras pendentes está em São Paulo.

Em 102 cidades do Brasil, os candidatos à prefeitura atingiram a maioria dos votos, mas ainda não podem ser declarados vitoriosos. Isso porque eles tiveram o registro indeferido e aguardam uma decisão da Justiça Eleitoral. Um terço dos casos ocorreu em São Paulo. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), referentes à eleição deste domingo (15).

 

Nº de cidades com situação indefinida em 2020 por estado

Prefeitos venceram a eleição, mas têm registro indeferido.

Alagoas: 2

Amazonas: 1

Amapá: 1

Bahia: 4

Ceará: 5

Espírito Santo: 1

Goiás: 2

Maranhão: 3

Minas Gerais: 10

Mato Grosso do Sul: 4

Mato Grosso: 1

Pará: 7

Paraíba: 3

Pernambuco: 6

Piauí: 2

Paraná: 10

Rio de Janeiro : 7

Rio Grande do Norte: 2

Rio Grande do Sul: 5

Santa Catarina: 2

São Paulo: 24

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral (TSE)


Veja as cidades com situação indefinida:

São Paulo: Angatuba, Anhembi, Apiaí, Cajati, Fernando Prestes, Guaíra, Itaoca, Leme, Luís Antônio, Mendonça, Mineiros do Tietê, Panorama, Piacatu, Pinhalzinho, Piraju, Reginópolis, Salmourão, Santo Antônio do Jardim, Sete Barras, São Caetano do Sul, São Lourenço da Serra, Trabiju, Uchoa e Vargem.

Santa Catarina: Anita Garibaldi e Petrolândia.

Rio Grande do Sul: Capão da Canoa, Pinheiro Machado, Putinga, Santa Bárbara do Sul e Tiradentes do Sul.

Rio Grande do Norte: Guamaré e Santana do Seridó.

Rio de Janeiro: Carapebus, Duque de Caxias, Magé, Paraíba do Sul, Silva Jardim, Varre-sai, Volta Redonda.

Paraná: Agudos do Sul, Barra do Jacareí, Castro, Guamiranga, Jaguariaíva, Laranjal, Munhoz de Melo, Nova Prata do Iguaçu, Paranaguá e Pinhais.

Piauí: Murici dos Portelas e São Miguel da Baixa Grande.

Pernambuco: Capoeiras, Ilhas de Itamaracá, Palmares, Palmeirina, Pesqueira e Tuparetama.

Paraíba: Cachoeira dos Índios, Gado Bravo e Princesa Isabel.

Pará: Belterra, Breves, Colares, Goianésia do Pará, Juruti e Santo Antônio do Tauá e Tomé-Açu.

Mato Grosso: Torixoréu.

Mato Grosso do Sul: Angélica, Bandeirantes, Paranhos e Sidrolândia.

Minas Gerais: Antônio Carlos, Campestre, Ibertioga, Itabira, Japaraíba, Lamim, Mariana, Pedra do Anta, São Gonçalo da Sapucaí e Virginópolis.

Maranhão: Bacuri, Lago do Junco e Paulino Neves.

Goiás: Iporá e Pirenópolis.

Espírito Santo: Boa Esperança.

Ceará: Juazeiro do Norte, Missão Velha, Pedra Branca, Senador Sá.

Bahia: Brejolândia, Firmino Alves, Santa Cruz Cabrália e Uruçuca.

Amapá: Porto Grande.

Amazonas: Santa Isabel do Rio Negro.

Alagoas: Arapiaca e Campo Grande.


Por:G1

Postar um comentário

0 Comentários