GRÁVIDA É ARRASTADA POR CARRO APÓS DISCUTIR COM O MARIDO NO PARANÁ; VÍDEO

 

Mulher grávida é arrastada por carro em um posto no distrito de Maringá — Foto: Reprodução/RPC

Segundo a Polícia Militar, mulher ficou presa ao carro e foi arrastada por alguns metros em um distrito de Maringá. Homem foi preso pela Polícia Militar, mas foi solto pela Polícia Civil após prestar depoimento.

 

Uma mulher grávida de cinco meses foi arrastada por um carro após brigar com o marido em um distrito de Maringá, no norte do Paraná, na segunda-feira (15). O homem foi preso. Ele prestou depoimento à Polícia Civil e foi liberado logo depois.

Imagens da câmera de segurança do posto de combustíveis onde a situação aconteceu mostram a mulher presa ao carro correndo do lado do veículo. Assista às imagens abaixo.


Segundo a Polícia Militar, a grávida, que tem 25 anos, e o marido, que tem 63 anos, discutiram e o homem arrancou o veículo. A mulher foi arrastada por alguns metros.

A vítima foi socorrida com algumas escoriações pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e levada ao Hospital Universitário.

O homem foi preso pela Polícia Militar na casa onde mora em Sarandi.

 

Liberado após prestar depoimento


À Polícia Civil, o homem disse que ele e a mulher moram em Sarandi e discutiram na tarde de segunda-feira (15). Ele a levou na casa dos pais, que moram nos distrito de Maringá, e depois foi até o posto de combustíveis.

O delegado Luiz Henrique Vicentini detalho que o homem contou no interrogatório que foi procurado pela mulher no posto. Depois disso, ele ligou e saiu com o veículo, mas a jovem se segurou a janela do carro.

Ele alegou que a mulher se colocou naquela situação e que não viu ela ser arrastada. Como a mulher não procurou a delegacia, não fez o Boletim de Ocorrência e não foi encontrada para prestar esclarecimento, decidi por liberá-lo. Mesmo assim, o inquérito foi instaurado. Pretendemos ouvir testemunhas e a própria vítima para saber o que aconteceu", explicou.estar depoimento.

 

Por RPC Maringá

Postar um comentário

0 Comentários