FERIADÃO EM ALAGOAS TERÁ RESTRIÇÕES DURAS PARA CONTER PANDEMIA

Foto/Internete


O número de mortes e de casos de Covid-19 tem se mantido num patamar muito alto desde a semana passada – o maior desde junho de 2020, além da taxa de ocupação de leitos, inclusive de UTI.

 

Esses dados serão decisivos para que o governo do Estado defina as medidas de restrição que serão adotadas para a Semana Santa.

Mas sabe-se, já, que o nível de isolamento social será, no mínimo, mantido, podendo ainda sofrer um endurecimento, principalmente levando-se em conta o feriadão – o fechamento de alguns dos setores que estão em funcionamento.

 

O problema?

 

Os jovens, principalmente, que sempre têm dado um jeito de realizar baladas e pancadões.

A fiscalização, por mais que haja um esforço das polícias e da guarda municipal, não consegue impedir as aglomerações, notadamente entre os que têm dinheiro para realizar suas festas em locais mais afastados.

Fica claro: quanto mais eles insistem em não respeitar os decretos governamentais, mais sofre o restante da população, incluindo os que querem e precisam retomar suas atividades.

 

Ricardo Mota

Postar um comentário

0 Comentários