Nº DE CASOS E DE ÓBITOS POR COVID-19 CAI, SIMULTANEAMENTE, EM ALAGOAS

Imagem Ilustrativa/Internete

Na faixa etária dos 10 aos 19 anos, segundo levantamento da Seplag, 9,7 mil crianças e jovens foram infectados

Indicadores apresentaram redução de 12% e 7%, respectivamente, confirme dados do Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid-19

Alagoas apresentou queda do número de casos confirmados e de óbitos por Covid-19 na última semana, conforme análise do Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid-19 (OAPPEC). A diminuição simultânea dos índices não ocorria desde a 5ª Semana Epidemiológica de 2021, no início de fevereiro. As quedas foram de 12% nos casos e de 7% nos óbitos.

De acordo com os dados, divulgados nesta segunda-feira (26), o movimento de diminuição dos casos foi observado na metade das regiões sanitárias do estado. A maior queda ocorreu na capital, com 29% a menos comparado à semana anterior. A 2ª Região Sanitária, por outro lado, apresentou o maior aumento, com um acréscimo de 70%.

Foram 159 casos confirmados lá, contra 97 na semana anterior. O número de casos suspeitos apresentou uma queda de 10% comparado ao final da semana anterior. São 9.946 testes pendentes nos laboratórios alagoanos. Já entre os cerca de 4 mil exames RT-PCR realizados pelo Lacen, 47% apresentaram resultado positivo para Covid-19, o que não representa alteração significativa quando comparado com os resultados das últimas cinco semanas.

Após quase 30 dias de estabilização, a ocupação dos leitos de UTI exclusivos para o tratamento da Covid-19 também começou a apresentar queda. Na última semana, a ocupação média foi de 309 leitos de UTI, o que representa 82% de ocupação. Nos trinta dias anteriores a esse período, a ocupação média foi de 323 leitos, o que representa 87% de ocupação.

Esse indicador, apesar de menor do que o anteriormente registrado, segue crítico. A ocupação de leitos em Alagoas ainda está acima da marca de 80% indicada pelo Comitê Científico do Consórcio Nordeste (C4NE) para adoção de medidas mais rígidas de isolamento, como o lockdown, e ainda mais acima da margem de segurança de 70%.


Vacinação em Alagoas

Foram aplicadas 66.894 doses da vacina contra o novo coronavírus em Alagoas nesta 16ª Semana Epidemiológica. Esse número é 24% menor do que o registrado na semana anterior, quando 88.256 pessoas foram imunizadas.

O Observatório estima que, mantido o ritmo observado nas três últimas semanas, a imunização da população adulta alagoana dificilmente será concluída até o final de 2021. Ao todo, foram 616.921 doses aplicadas em Alagoas, das quais 181.531 foram a segunda dose, necessária para garantir a imunização. Essas doses respondem por 13% e 5,4% da população do estado, respectivamente. Para conseguir uma imunidade coletiva, estima-se que entre 60 e 70% da população deve ser vacinada, o que corresponde a aproximadamente o total da população adulta de Alagoas.

Neste contexto, ainda é cedo para afirmar que a transmissão está controlada no estado, já que a literatura científica aponta que tais evidências devem ser observadas por um período mínimo de 14 dias para que se tenha uma situação de controle, além de uma taxa de ocupação de leitos de UTI abaixo de 70%. Os números de todos os indicadores também seguem acima dos observados no fim do ano passado, quando a transmissão se encontrava sob controle devido ao fim da primeira onda

 

Jamylle Bezerra, com Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários