PROFESSORES DO IFAL DESENVOLVEM LUMINÁRIAS PARA COMBATE AO CORONAVÍRUS E ENTREGAM EQUIPAMENTOS A HOSPITAL

Assessoria

Serão entregues na manhã da próxima sexta-feira (11), no Hospital do Coração, em Maceió, as luminárias desenvolvidas por pesquisadores do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) para combater o coronavírus, especialmente em ambientes hospitalares.

 

Os equipamentos utilizam tecnologia de radiação Ultravioleta – tipo C (raios UV-C) em lâmpadas acopladas a uma estrutura de plástico que, quando acionadas, destroem o material genético do vírus, quebrando suas moléculas.

A luminária para desinfecção de ambientes contaminados, além de um projeto chamado robô Lampião, surgiram da observação sobre o risco de contaminação por coronavírus em ambientes frequentados por profissionais de saúde, sobretudo os hospitais. Pensando em reduzir em larga escala os índices de contágio nesses locais, e na possibilidade posterior de aplicação em ambientes de acesso público, os pesquisadores do Ifal criaram, de forma artesanal e durante o período de isolamento social, um robô com materiais simples (uma “carcaça” de plástico, pneus pequenos para locomoção, inteligência armazenada em uma placa arduíno e lâmpadas UV), capaz de destruir o vírus, tendo como referência modelos já adotados na China, Singapura e em países europeus.

Dois modelos de luminárias germicidas serão aplicados no Hospital do Coração durante 30 dias, para análise funcional e definições de possíveis melhorias a partir da prática no ambiente hospitalar. Uma é a chamada Direct UV, composta por uma estrutura fixa e uma lâmpada de 20 watts e com acionamento manual. Já a outra luminária, maior e com uma estrutura móvel, é composta por dez lâmpadas de 75 watts e tem acionamento remoto.


TNH1 com Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários