RIO É A PRIMEIRA CAPITAL A LIBERAR O USO TOTAL DE MÁSCARAS

 


Prefeitura anunciou que será dispensado o uso obrigatório de máscaras em locais fechados. Passaporte vacinal será mantido na cidade


A Prefeitura do Rio de Janeiro liberou totalmente o uso de máscaras na cidade, em locais abertos e fechados. A decisão veio após reunião do Comitê Científico do município, na manhã desta segunda-feira (7). A medida passa a valer a partir de terça-feira (8/3), quando será publicada no Diário Oficial.

As máscaras já estavam liberadas em locais abertos desde outubro de 2021, mas, em ambientes fechados, seu uso permanecia obrigatório. O secretário de Saúde, Daniel Soranz, anunciou a desobrigação da proteção e justificou que os números de casos graves e internações de Covid-19 estão em constante queda.

“Considerando o panorama epidemiológico que temos atualmente, a menor taxa de Covid desde o começo da pandemia, nosso Comitê Científico pode recomendar a desobrigação do uso de máscaras na cidade. Os indicadores dão muita segurança para essa medida, temos muita segurança para desobrigar”, afirmou o secretário em entrevista coletiva nesta manhã.

A prefeitura já havia comunicado uma possível liberação desde a última semana. A reunião estava marcada para o dia 14, mas, a pedido do prefeito, Eduardo Paes, foi antecipada para a manhã desta segunda. A recomendação é que pessoas não vacinadas, com imunossupressão e com comorbidades façam uso do acessório de proteção.

“A gente ainda recomenda que pessoas que tenham imunossupressão, comorbidades e não vacinados continuem usando máscaras. Pessoas com sintomas respiratórios devem seguir com o uso de máscaras também”, disse Soranz.

 

 

Passaporte vacinal


O Comitê Científico também decidiu esperar para liberar a exigência do passaporte vacinal. Segundo os especialistas, a cidade deveria atingir o percentual de 70% da população imunizada com o reforço para que este cenário acontecesse, justamente para não desestimular a dose de reforço.

Em seu perfil no Twitter, Eduardo Paes afirmou que a população e os turistas serão desobrigados a apresentar a carteira de vacinação daqui a três semanas.

“Cumprindo as determinações do Comitê Científico, amanhã sai decreto acabando com a obrigatoriedade de máscaras em espaços abertos e fechados. Com um esforço para vacinar aqueles que podem tomar dose de reforço, em três semanas acabamos também com o passaporte”, escreveu o prefeito.

 

Flexibilização independente

 

O Governo do Rio permitiu, na última quinta-feira (3), que cada um dos 92 municípios fluminenses decidam, de forma independente, a flexibilização do uso de máscaras em todos os ambientes, inclusive os fechados.

Já na sexta (4/3), o município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, publicou, em boletim oficial, um decreto que desobriga o uso da proteção.

Boletim oficial de Duque de Caxias afirma que “fica desobrigado o uso de máscara facial no período da pandemia da Covid-19, em local aberto ou fechado”. No entanto, o texto enfatiza que “o caso não se aplica às pessoas que se encontrem infectadas ou com suspeita de estarem contaminadas com o coronavírus durante o período de transmissão”.

 

GazetaWeb com Metrópolis

Postar um comentário

0 Comentários