PERÍCIA IDENTIFICA HOMEM QUE MATOU DOIS POLICIAIS E FOI MORTO EM SEGUIDA

 


Imagem/Redes Sociais

Logo após cometer o crime, o homem foi alvejado e morto por um policial, que estava de folga, passava pelo local e presenciou o atirador ainda armado

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) identificou o homem que atirou e matou dois policiais da Polícia Rodoviária Federal, na manhã desta quarta-feira (18). Logo após cometer o crime, o homem foi alvejado e morto por um policial, que estava de folga, passava pelo local e presenciou o atirador ainda armado.

Trata-se de Antônio Wagner Quirino da Silva, de 31 anos. O trabalho de identificação teve início com a coleta de as impressões digitais do corpo.

Com o padrão das impressões digitais coletadas do corpo, os servidores da Pefoce fizeram uma busca no Afis, que é o Sistema Informatizado de Impressões Digitais, o que possibilitou na localização dos dados e impressões digitais.

O Arquivo Onomástico então realizou uma pesquisa na base de dados da Pefoce e confirmou a identificação através do prontuário civil de Antônio Wagner. O confronto papiloscópico (comparação das impressões digitais) confirmou a identificação.

 

O caso

 

Dois agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram mortos a tiros na manhã desta quarta-feira (18), na BR-116, no estado do Ceará. De acordo com a assessoria de imprensa, o atentado aconteceu no viaduto da avenida Oliveira Paiva, próximo à Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Ceará, em Fortaleza.

Segundo o portal de notícias cearense O Povo, uma dupla teria atacado os agentes com a intenção de tomar as armas. A PRF informou que "um criminoso foi morto por uma equipe de outra força de segurança". O outro teria fugido.

"Era um policial que estava passando de folga, viu os policiais em luta corporal, viu que o elemento roubou a arma do policial e foi contra-atacar. Ele agiu de toda a cidadania possível", afirmou o PRF Márcio Moura.


Mariane Rodrigues, com assessoria

 

Postar um comentário

0 Comentários