MACEIÓ REGISTRA 23 ÓBITOS SUSPEITOS POR DOENÇAS LIGADAS AO AEDES AEGYPTI; 18 ESTÃO EM INVESTIGAÇÃO

 

Em 2022, foram notificados 4.893 casos de dengue em Maceió e 1.513 de chikungunya


Levantamento da Secretaria de Saúde Maceió mostra dados preocupantes sobre o avanço de casos de arboviroses - dengue, zika e chikungunya - na capital. Foram notificados no município um total de 23 óbitos suspeitos em 2022 e, desses, uma morte foi confirmada, quatro descartadas e 18 ainda estão sob investigação.

Em 2022, foram notificados 4.893 casos de dengue em Maceió até a Semana Epidemiológica 27, que equivale ao período de 03 a 09 de julho. Destes, 4.476 foram confirmados. No mesmo período de 2021, foram notificados 854 casos de dengue, correspondendo a um aumento de 472,95%, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Já em relação a chikungunya, 1.513 casos foram notificados até a SE 27, sendo 1.387 confirmados. No mesmo período do ano passado, foram notificados 47 casos da doença, o correspondente a um aumento de 3.119,14%.

E sobre o zika vírus, até a Semana 27, foram notificados 31 casos suspeitos, sendo 11 já confirmados. Em 2021, o número de notificações atingiu o patamar de 33 casos de zika, o que corresponde agora a uma redução de 6,06%


Gazetaweb

Postar um comentário

0 Comentários