AFINAL, O QUE DESEJA A CÂMARA MUNICIPAL DE DELMIRO: TRABALHAR PELO POVO OU POR SEUS PRÓPRIOS INTERESSES?




Os ânimos na câmara municipal de Delmiro Gouveia andaram um tanto afobados nas duas últimas sessões após início dos trabalhos.



Na última quinta-feira, 21, a segunda sessão pós recesso, foi recheada de denúncias contra o gestor padre Eraldo e ausência de vereadores.

Na primeira sessão, segundo repercussão em sites da cidade, noticiaram que pegou fogo com bate-boca entre vereadores, no entanto na segunda semana o cenário mudou totalmente, o clima entre eles era de muita harmonia.

As cadeiras vazias deixavam claro o não comparecimento de cinco vereadores, Geraldo Xavier, Pedro Paulo, Henriqueta Cardeal, Ezequiel (Kel) e Fabíola Marques, o que parece ter contribuído para a paz no recinto, pois os seis que compareceram pareciam bastante “entrosados”.

Apenas cinco vereadores abriram a sessão, são eles: Kinho, Cacau Correia, Junior Lisboa, Enoque Batista e Raimundo Valter Benício (Casagrande), por volta das 11:20h chegou às pressas o vereador Marcos Costa, ao que tudo indica era quem faltava para completar a equipe que segundo buchichos na cidade estão engajados para cassar o prefeito padre Eraldo.

 O vereador Kinho que nunca abre a boca nem se destaca em apresentar projetos relevantes para a comunidade, foi o destaque do dia  atacando a gestão e dizendo:  “Estivemos 2 anos ao lado do gestor procurando ajudar com a governabilidade, mas agora chega, esse gestor pra mim é um irresponsável” “A vereadora Fabíola em outra oportunidade chamou o gestor de atrapalhado e sem controle” Lembrou o vereador. No entanto a vereadora não compareceu e não se sabe o motivo.

Pela exaltação do vereador, até parecia o mais interessado em “cassar o prefeito” e mandou até recados para vereadores que estiveram presentes na inauguração do Memorial dizendo: Nós acordamos, acordem também para realidade, o que existe são dois anos de atraso e possíveis práticas de improbidade administrativa.

Não se sabe qual motivo que o vereador está tão revoltado, afinal parece que o vereador citado não sabe o quer, se desentendeu e abandonou a ex-gestão, e depois de reeleito já não mais apoia o atual, nem se destaca com projetos fazendo jus aos quatro anos de mandato que lhe é concedido pelo povo.

Já o vereador Cacau Correia, fez uso da tribuna e denúncias como apropriação indevida, superfaturamento de licitações entre outras fizeram parte de sua fala do dia dando a entender que seu desejo é cassar o mandato do prefeito explicitando que rompeu com a gestão que apoiou durante campanha.

Também o vereador Enoque atacou a gestão tentando se justificar por ter votado a favor da TIP, os demais, Junior, Marcos e Casa Grande, não fizeram uso da palavra mas estavam "unidos" e "solidários" aos colegas.

O que se percebe é que a casa se dividiu e quem estava nesta sessão está declarando oficialmente rompimento com o gestor, bem como não estima sua permanência até 2020.

Os senadinhos dão conta que o burburinho da cidade é que a câmara prepara um golpe para destituir do poder o prefeito padre Eraldo, afinal os vereadores estão trabalhando em prol do povo que os elegeram ou cuidando de seus próprios interesses? veremos na próxima sessão o que será que os vereadores que formaram um grupo contra o prefeito vão trazer?

Veja abaixo vídeo que  o vereador Kinho chama gestor de "irresponsável" 











Por Redação/ Fotos e Vídeo: Vanny Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As Mais acessadas da semana (Verdade Livre)