JOGADOR DO CSA É DETIDO APÓS TENTAR INVADIR MOTEL EM MACEIÓ



Regis teria sido detido e liberado na Central de Flagrantes | TNH1 / Arquivo / Pei Fang


O jogador Régis, do CSA, se envolveu em uma confusão e foi detido pela polícia na noite desse domingo (24), na entrada de um motel, no bairro Canaã, na parte alta de Maceió. A informação foi confirmada ao TNH1 por uma funcionária do estabelecimento, na manhã desta segunda-feira (25), e por um agente da Central de Flagrantes, no Farol, para onde o atleta foi levado.




De acordo com a funcionária do motel, que preferiu não se identificar, o lateral chegou ao local aparentemente alterado e tentou invadir o estabelecimento. “Ele estava sozinho e alegou que sua mulher estava dentro do motel. O segurança impediu e acionou a polícia”, disse.

Ela conta que o jogador gritou com o segurança e deu chutes no portão. O barulho chamou a atenção de quem estava dentro do estabelecimento. “O pessoal pensou que era um assalto, pois a maneira que ele chegou fez parecer isso”, acrescentou.

Ainda segundo ela, integrantes da diretoria do CSA e o técnico Marcelo Cabo estiveram no local para dar assistência ao jogador.

Sem registro na polícia

O TNH1 entrou em contato com a Central de Flagrantes e confirmou a ocorrência com um policial, mas ele não soube dar mais detalhes sobre o fato.

A reportagem chegou a ser informada extraoficialmente que nenhum boletim de ocorrência teria sido registrado, no entanto, o delegado plantonista do domingo, Lucimério Campos, disse que "o procedimento foi feito dentro da lei e comunicado ao judiciário, como de praxe".

"Houve a lavratura de um procedimento contra o jogador e o caso foi regularmente comunicado ao Juizado Especial Criminal da Capital. A funcionária do motel foi ouvida como testemunha. Não houve por parte de nenhum estabelecimento denúncia de dano ao patrimônio privado", declarou Campos em entrevista ao TNH1.

Ele preferiu não passar mais detalhes sobre o caso, mas ressaltou que não houve pagamento de fiança por se tratar de um crime de menor potencial ofensivo.

Na manhã de hoje, o CSA havia informado que não iria se pronunciar sobre o caso, pois a informação não era verdadeira. Porém, por volta das 12h45, o clube emitiu uma nota e afirmou que "o CSA foi comunicado de um incidente com o atleta Régis Ribeiro de Souza na madrugada desta segunda-feira em Maceió. O clube, através do Presidente do Conselho Deliberativo e integrante do Conselho Gestor do futebol, Raimundo Tavares está tratando do assunto internamente, e tomando as providências".

A reportagem ainda não conseguiu contato com o jogador Régis e deixa o espaço aberto para que ele se manifeste sobre o caso.
Histórico

Em 2018, Régis teve o contrato rescindido pelo São Paulo por causa de problemas pessoais. Meses depois, quando treinava pelo Brasiliense, o jogador chegou a ser preso sob suspeita de tentar invadir o apartamento de um vizinho. Ele já admitiu ser usuário de drogas, mas negou o vício.

Ainda em 2018, o CSA precisou lidar com outro caso de um jogador envolvido em confusão que terminou na polícia. O atacante Walter foi detido após "sacar" uma arma de brinquedo para uma equipe da Eletrobras durante uma vistoria em sua residência.

Por:TNH1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As Mais acessadas da semana (Verdade Livre)