BOMBEIRO MATA EX A TIROS E SE MATA EM SEGUIDA EM FRENTE A ESCOLA EM ARACAJU (VEJA VÍDEO)

Professora morreu dentro da ambulância, a caminho do hospital — Foto: Cleverton Macedo/TV Sergipe

Professora foi baleada após bombeiro começar discussão quando ela chegava em escola para trabalhar. Casal tinha filho de 8 anos de idade e estava em processo de separação.



Um subtenente do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe matou a ex-companheira a tiros e se matou em seguida na manhã desta quinta-feira (2), em Aracaju. O crime ocorreu por volta das 7h em frente à Escola Municipal José Souza de Jesus, no Bairro 17 de Março, onde a mulher trabalhava como professora.

Informações da secretaria de Segurança Pública de Sergipe e da Secretaria Municipal de Educação apontam que o suspeito e a vítima iniciaram uma conversa quando ela chegava à unidade para trabalhar. Os dois começaram a discutir, e o homem tentou, sem sucesso, tomar a bolsa da professora.

Em meio à discussão, ele baleou a mulher e, logo em seguida, atirou contra si mesmo. O tiro disparado contra a professora atingiu o tórax dela. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou socorro, mas a vítima não resistiu e morreu a caminho do hospital.

De acordo com o Samu, o bombeiro morreu no local após o tiro atingir o crânio dele.
Bombeiro ficou 25 anos na corporação
O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe informou que ele tinha 47 anos, era subtenente da corporação e integrava o grupamento há 25 anos. Ele e a vítima estavam em processo de separação conjugal e, juntos, tinham um filho de 8 anos de idade.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a professora tinha 37 anos e lecionava havia quatro meses na escola municipal.

O caso será investigado pelo delegado Mário Leony, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.


Por:G1/Vídeo:Youtub

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As Mais acessadas da semana (Verdade Livre)