DANÇARINA DE GRUPO MUSICAL É MORTA EM AÇÃO POLICIAL NA BAHIA

Reprodução/Instagram

Uma ação policial feriu duas pessoas e matou uma mulher em Irecê (BA) na madrugada de sexta-feira (5). Joelma Rios, vocalista da banda Sala de Reboco, ficou ferida com os tiros dos policiais na direção do carro em que ela estava com duas dançarinas, um sanfoneiro do grupo e o motorista. As informações são do G1.


Joelma foi atingida nas nádegas e de raspão no braço. Após atendimento, ela foi liberada do hospital. O sanfoneiro do grupo, Eliedelson Possidônio Júnior, também ficou ferido e corre o risco de perder a perna. A dançarina Gabriela Amorim, de 25 anos, morreu mesmo após ser atendida em um hospital local.“Imprudência. Infelizmente perdemos nossa companheira, Gabi, tão meiga.

 A gente vai voltar sem ela, a família esperando. Ela fazia de tudo um pouco, costurava, era cabeleireira, vivia batalhando”, afirmou Joelma. “Atiraram para matar. Eu nunca passei por isso”, completou.

A Polícia Militar informou que um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as causas do incidente. As primeiras informações afirmam que o carro da banda seguia na contramão e furou dois bloqueios feitos pela polícia. Bebidas alcoólicas também foram encontradas no veículo, segundo a PM.

“Se a gente tivesse furado o bloqueio, os tiros teriam sido no fundo do carro, mas os disparos também foram na frente do veículo. Se a gente notasse que era uma abordagem policial, nós teríamos parado porque não devemos nada a ninguém e não estávamos cometendo qualquer crime”, afirmou a vocalista da banda. Ela nega que tivesse um bloqueio policial e a presença de bebidas alcoólicas no veículo.

Por: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As Mais acessadas da semana (Verdade Livre)