no-style


CIÚMES: O QUE É, QUAIS OS SINTOMAS, AS CAUSAS E COMO TRATAR?



O ciúmes é um sentimento inerente aos seres humanos e que pode estar presente nas mais diversas relações. É bem verdade que, em geral, esse sentimento nos provoca mais descontentamentos do que felicidade, mas você sabe classificar o seu ciúmes?


Provavelmente essa não seja uma tarefa tão fácil, por isso, vamos discutir hoje todos os aspectos que estão envolvidos com essa emoção, para que você possa entender o quanto o ciúmes está interferindo na sua vida e nas suas relações.

O QUE É O CIÚMES?

O ciúmes é um sentimento de insegurança que vem do medo de perder uma pessoa, em que o seu maior desejo é preservar e permanecer em uma relação.

Para a psicóloga e especialista do Zenklub, Milena Lhano, “Em uma relação, o ciúme pode estar presente quando existe desconfiança, insegurança, tendência ao controle e posse, dentre outros fatores que dificultam confiar na outra pessoa.”

Para ela, relações mal-sucedidas anteriormente também podem influenciar. “Relações anteriores em que houve traição ou um relacionamento abusivo e muitos conflitos amorosos também podem contribuir para que o ciúme esteja presente na nova relação”, afirma. 

Na maioria dos casos, ter ciúmes em alguma relação é completamente normal, mas quando esse grau de ciúmes é desproporcional, constante e até mesmo sem fundamento, podemos estar vivenciando um ciúmes obsessivo, que está mais relacionado a necessidade de controle e um excesso de desconfiança, do que de amor.

O QUE É CIÚMES OBSESSIVO?

Como mencionamos, é o tipo de ciúme que se afasta do sentimento de amor e se torna algo possessivo, abusivo e controlador, podendo ser considerado, inclusive, um transtorno obsessivo.

É no ciúmes obsessivo que pensamentos negativos e muitas vezes sem fundamento invadem a consciência e se tornam recorrentes, a ponto de se tornar um sofrimento. Essa espiral destrutiva de relacionamento, costuma ter como consequência o rompimento da relação.

A pessoa ciumenta obsessiva não costuma ter uma visão realista do seu próprio comportamento, não enxergando que o limite pessoal está sendo destruído e invadido.

Em geral, o ciumento obsessivo busca evidências a qualquer custo e chance de desmascarar algo que, às vezes, está apenas em sua própria imaginação, não dando ouvidos a argumentos reais e provadores do contrário. 

CIÚMES: TRATAMENTO

Você pode achar que ciúmes não tem tratamento ou cura, mas a verdade é que existe sim formas de você administrar melhor esse sentimento e até se livrar dos sintomas obsessivos.

E uma ferramenta que pode nos ajudar, tanto como indivíduo ou como casal, é a psicoterapia. Com a ajuda de um especialista você irá conseguir identificar o que está por trás desse sentimento e irá desenvolver habilidades para superá-lo.

Segundo a especialista Milena Lhano, “A presença de um profissional também è importante porque muitas vezes o ciúme pode ter motivos reais e não só emocionais, ou seja, pode realmente existir traição, indiferença e omissões da outra parte.”.

“Existem muitos casais que veem o ciúme como prova de amor e forma de preocupação, e usam inclusive a famosa frase ‘Quem ama cuida’. Nesses casos, quando ambos têm a mesma ideia e o ciúme não è um problema, ele pode ser saudável sim, pois ajuda a manter o relacionamento”, explica Milena.

A terapia, assim como para outras questões da nossa vida, nos ajuda a nos transformar nas pessoas que gostaríamos de nos conhecer. Ela estimula a inteligência emocional, a autoestima e o autoconhecimento, que são importantes quesitos para estarmos bem, acima de tudo, com nós mesmos.

Fonte: Zenklub.com

Postar um comentário

0 Comentários