no-style


EM LUTA DE VIDA OU MORTE, MULHER MATA ESTUPRADOR A FACADAS, EM PARAUAPEBAS



O então desconhecido já havia tentado estuprar e esfaqueou a filha dela e não contava com a valentia da mãe, a quem também tentou violentar e ameaçou de morte


Ao tentar estuprar e depois ter esfaqueado uma mulher, por volta das 4h da madrugada deste domingo (9), Aylan Lima Lima, de 18 anos, morreu com duas facadas aplicadas durante luta corporal, com a mãe dela, a quem também tentou violentar e ameaçou de morte.

Após o violento episódio, a mulher, que defendeu própria vida, assim como a da filha e a de uma neta de 10 anos, se entregou espontaneamente à Polícia Militar. Depois de prestar depoimento na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, ela foi liberada.        

A mulher mora em Marabá, no Bairro Quilômetro Sete e, na sexta-feira (7), veio a Parauapebas ficar com filha e uma neta no fim de semana, uma vez que o genro precisou viajar a trabalho. Na madrugada deste domingo, quando dormia com a neta em um quarto separado do da filha, ouviu gritos de socorro.

Ao se dirigir ao quarto da filha, viu a mulher sair do quarto com um ferimento na barriga, se esvaindo em sangue, vestida, e, logo após ela, um homem nu com uma faca na mão.

Viu a filha cair desmaiada, mas nada pode fazer de imediato, pois, o desconhecido avançou na direção dela com a faca, mandou que tirasse toda a roupa, caso contrário a esfaquearia também, no que foi obedecido. Porém, não conseguiu estuprá-la porque ficou sem ereção. Furioso, ele aplicou uma mordida na bochecha direita dela e desferiu um soco no olho esquerdo da mulher.

Momentos após, ela percebeu que o agressor relaxou por alguns instantes e aproveitou para segurá-lo pela mão que estava com a faca, iniciando uma luta de vida ou morte, conseguindo golpeá-lo duas vezes. Ferido, o indivíduo ainda tentou fugir pulando pela janela, mas, mortalmente atingindo, não conseguiu, caindo ali mesmo, morto. A neta da mulher assistiu a tudo encolhida em um canto.

A mulher, então, conseguiu sair do imóvel e pediu socorro na casa de um vizinho, mas não foi atendida. Porém, um vigilante noturno que passava pela rua a ajudou, chamando imediatamente o Samu e a Policia Militar. A filha da mulher foi removida ao Hospital Geral de Parauapebas, onde a mãe se entregou a uma guarnição da PM.

Informações repassadas para a Reportagem dão conta de que, minutos antes, Aylan Lima teria tentado entrar em outras duas residências. Quando adolescente, o rapaz teve passagens pela Delegacia de Polícia, acusado de envolvimento com tráfico e furto, e chegou a cumprir medida socioeducativa por 45 dias no Ciam (Centro de Internação do Adolescente Masculino), em Marabá.



Por: Zé Dudu.com

Postar um comentário

0 Comentários