ALAGOAS TEVE A 3ª PIOR TAXA DE ISOLAMENTO SOCIAL DO PAÍS NO FERIADO DA INDEPENDÊNCIA

                               1º feriadão desde a flexibilização do isolamento teve praias lotadas/ FOTO: CAROL SANCHES/TV GAZETA

Segundo a empresa de tecnologia InLoco, apenas 43,5% dos alagoanos ficaram em casa no feriado; taxa nacional ficou em 45,9%


Alagoas registrou a terceira pior taxa de isolamento social do Brasil durante o feriado de 7 de setembro, comemorado nessa segunda-feira (8), segundo a empresa de tecnologia InLoco. De acordo com os dados, apenas 43,5% dos alagoanos ficaram em casa no feriado. A taxa nacional ficou em 45,9%.

Ficaram à frente de Alagoas apenas o Rio Grande do Norte (43,4%) e Roraima (43,1%). A empresa de tecnologia usa dados de monitoramento de GPS de celulares para avaliar se as pessoas estão se locomovendo em distância superior ao perímetro de sua residência.

 O Rio Grande do Sul foi o estado em que mais pessoas adotaram o isolamento social, 52,4% da população ficaram em casa no feriadão da Independência. A taxa ideal de isolamento recomendada pelos especialistas é de acima de 70%. Todavia, o isolamento já foi flexibilizado nos estados nos mais variados níveis.

 Em Alagoas, a capital, Maceió, está na fase azul, que permite o funcionamento de bares e restaurantes com até 75% da capacidade total. As cidades do médio e alto Sertão estão na fase laranja e as demais regiões na fase amarela. Mas, todas com o isolamento flexibilizado.

Um dos pontos que mais geraram aglomeração durante o feriadão foram as praias, principalmente de Maceió, que foram disputadas por turistas e alagoanos. Esse foi o primeiro feriadão desde o início da pandemia com autorização de funcionamento para vendedores ambulantes, bares da orla e passeios às piscinas naturais.


Por:Gazetaweb

Postar um comentário

0 Comentários