SUSPEITO DE MATAR GARI ESFAQUEADO APÓS DISCUSSÃO SOBRE MÁSCARA É PRESO EM MACEIÓ (VÍDEO)

Cortesia à Gazetaweb

Polícia teria localizado o acusado andando por uma praça; vítima estava a caminho do trabalho, quando o crime aconteceu dentro do ônibus


Foi preso, na tarde desta segunda-feira (29), o suspeito de ter assassinado um gari dentro de um ônibus, em Maceió, após uma discussão por causa do uso de máscara de proteção. Segundo a polícia, ele foi localizado andando por uma praça. Há suspeitas de que ele tem problemas mentais e histórico de violência.

No começo da tarde, a Perícia Oficial informou que o exame cadavérico do gari Renilson Freire de Souza, de 38 anos, mostrou que a causa do óbito foi facada na região do tórax. Segundo o órgão, a vítima foi atingida por três golpes de um instrumento perfuro-cortante, sendo um deles no braço, atingindo a axila. As duas outras facadas provocaram ferimentos no tórax. A primeira foi superficial, mas a segunda provocou a morte do gari.

Após a conclusão do exame, o corpo foi liberado para sepultamento. O laudo completo será enviado à Delegacia de Homicídios da Capital, que investiga o caso.


ENTENDA O CASO

 

O gari Renilson Freire de Souza, de 38 anos, foi morto nesta segunda (29), após uma discussão sobre o uso de máscara dentro de um ônibus, que faz a linha Benedito Bentes/Ponta Verde. Segundo os passageiros do coletivo, a vítima foi um dos que tomaram satisfação com o suspeito do crime, cobrando dele o uso do item de segurança.

No momento, ainda conforme o relato das testemunhas, os dois se envolveram em uma confusão e a polícia disse que o acusado puxou uma arma e atacou o gari. Em seguida, ele desceu do veículo e saiu correndo pela rua.

Segundo informações do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM), suspeito entrou pela porta traseira do transporte público e não teria pago a passagem, além de não estar usando a máscara de proteção, o que é obrigatório dentro do transporte público.



Gazetaweb

Postar um comentário

0 Comentários