ITERAL PARTICIPA DE DEBATES SOBRE CRIAÇÃO DE PARQUE MUNICIPAL EM DELMIRO GOUVEIA



Prefeitura buscou o apoio técnico na avaliação da área destinada ao empreendimento; além de auxiliar no diálogo com famílias camponesas do Assentamento Lameirão


O Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral) recebeu a visita de Marco Antônio Diniz – secretário municipal de meio ambiente e recursos hídricos de Delmiro Gouveia – que solicitou ao diretor-presidente Jaime Silva o apoio técnico e a participação nas discussões sobre a implantação do Parque Municipal Lameirão no município situado no Alto Sertão alagoano.

O gestor municipal destacou no encontro a importância da aquisição da terra para colocar em prática o projeto de criação deste empreendimento, além de convidar o Órgão de Terras para participar dos debates com a população local. O Parque visa à preservação do patrimônio arqueológico, o fortalecimento do turismo sustentável, realização de pesquisas científicas, além da sensibilização e educação ambiental.

 Na próxima terça-feira (28.12) às 10hs, no Memorial Delmiro Gouveia, terá uma reunião para discutir os objetivos, benefícios e infraestrutrura do Parque. Foram convocados além do Iteral, pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal); Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas; e representantes da Associação de Cooperação Agrícola do Assentamento Lameirão – ACAAL.

 


“Esse parque municipal possui três viés de importância: a fauna é muito rica na área; a flora, já que é um dos últimos resquícios de caatinga arbórea de borda de cânion; e o mais importante é a questão dos sítios arqueológicos que já foram catalogados 17. Então, isso despertou o interesse do município em criar e preservar essa área através de um Parque, já que é um tipo de unidade que pode receber visitação turística e encontra-se dentro de uma área estadual. E esse contato com o Iteral é muito importante para ver a viabilidade e de parceria entre o município e o Estado”, enalteceu o secretário Marco Antônio Diniz.




A equipe técnica do Órgão de Terras encontra-se a disposição da Prefeitura Municipal de Delmiro Gouveia para avaliar o território escolhido e auxiliar na elucidação das dúvidas de gestores e da população. “Por se tratar de uma área do Estado, o Órgão de Terras precisa fazer o georreferenciamento e depois o desmembramento do território que possui cerca de 200 hectares. Mas, tudo isso deve ter a concordância das famílias assentadas. Acredito que o Parque além de ser transformado em uma área tombada, também, contribuirá para a valorização turística e na geração de renda para as famílias que moram na região”, explicou Jaime Silva.

 

 

ASSENTAMENTO

 

O Assentamento Lameirão fica distante 5Km das margens do Rio São Francisco, município de Delmiro Gouveia, Alto Sertão Alagoano. Fundado no ano de 1989, é extensão da primeira ocupação do Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no Estado de Alagoas e atualmente possui 37 famílias. Trata-se de uma referência na região devido ao trabalho e organização com a produção de milho, feijão, macaxeira, hortaliças, mel e frutas como mamão, melancia e umbu, e também, fornece os alimentos que são consumidos pelos estudantes no restaurante universitário do Campus Sertão da Ufal.

 

 

Texto: Helciane Angélica Santos Pereira (Iteral/Ascom)

 

Fotos: Carlos Rodrigues

Postar um comentário

0 Comentários