COM A AJUDA DE AMIGOS, FAMILIARES ACOMPANHAM BUSCAS POR CORPOS DE ALAGOANOS SOTERRADOS EM SP

Corpos de José Ailton Vitor Silva, 30 anos, Adriana da Silva dos Santos, 33 anos, e do filho do casal, Oziel da Silva Santos, de 2 anos, foram encontrados após chuvas


Os corpos de José Ailton Vitor Silva, 30 anos, Adriana da Silva dos Santos, 33 anos, e do filho do casal, Oziel da Silva Santos, de 1 ano e meio, foram identificados no início da noite dessa segunda-feira (31)

Victor, Adriana e o filho do casal, de 1 ano e meio, de São Miguel dos Campos, interior de Alagoas, morreram no deslizamento de barreira em Franco da Rocha, região metropolitana de São Paulo, no domingo (30). Matheus Silva, parente de Adriana, conta que estão acompanhando as buscas com a ajuda de uma amiga da família.

"Estamos muito tristes e abalados. Muito horrível o que aconteceu. É uma tragédia", conta Miriam Alves, tia de Adriana.

Abalada, a mãe de Adriana, Tereza Alves, diz que sonhava conhecer o neto pessoalmente. "Sempre nos falávamos, quase todos os dias falava com minha filha e meu netinho".

Os corpos de José Ailton Vitor Silva, 30 anos; Adriana da Silva dos Santos, 33 anos; e do filho do casal, Oziel da Silva Santos, de 1 ano e meio, foram identificados no início da noite dessa segunda-feira (31). Os familiares conseguiram fazer uma vaquinha para trazer os corpos.

A família morava em São Miguel dos Campos, cidade que fica a 60 km de Maceió, antes de se mudar há cerca de 1 ano para São Paulo, em busca de melhores oportunidades. Eles estavam dentro de casa, na Rua São Carlos, quando a barreira desabou.

O local onde a família alagoana morava está sendo atingida pela chuva desde a última sexta-feira (28). Mais de 600 famílias ficaram desabrigadas e 24 pessoas morreram.

 

 Clariza Santos com agências

Postar um comentário

0 Comentários