COM APENAS 13 ANOS, FILHO DE POLICIAL MILITAR ATIRA NO PAI E MATA A MÃE E IRMÃO

Adolescente matou mãe e irmão e atirou contra o pai - Foto: Divulgação


Um crime chocante marcou o último sábado, 19, na cidade de Patos, interior de Paraíba. O filho de um sargento da Polícia Militar atirou contra o pai e matou a mãe, que era enfermeira, e o irmão de apenas 7 anos.

 

O caso aconteceu na Rua Oscar Torres, no bairro Jardim Guanabara, em Patos (PB).

O autor do crime é um menino de apenas 13 anos. Ele atirou no peito do pai, identificado como Sargento Benedito, e atirou no ouvido da mãe e do irmão. A criança e a mãe morreram no local, já o sargente Benedito foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levado para um hospital, em estado grave.

A informação sobre a autoria do crime foi dada pelo militar, Sargento Benedito, em depoimento à Polícia. Ele precisou passar por cirurgia no Complexo Hospitalar Regional de Patos, já está consciente, mas com uma bala alojada na coluna.

 Assessoria de Imprensa do Complexo Hospitalar informou que a diretoria do órgão hospitalar está tentando a transferência do militar para um Hospital de Campina Grande.

"Informamos que o sargento que se encontra sob cuidados no Complexo de Patos depois de ser vítima de um disparo por arma de fogo e não foi a óbito conforme noticiado por alguns veículos e blogs. Ele está consciente e estamos fazendo a regulação dele para Campina Grande. O mesmo tem uma bala alojada na coluna. Qualquer informação diferente desta é inverídica e não oficial!", disse a nota do hospital.

Informações extra-oficiais dão conta que o adolescente perdeu o controle após o pai ter retirado o celular dele, onde ele estava jogando free-fire, e ter o mandado estudar.

Em depoimento, o menino suspeito do crime afirmou que a casa havia sido invadida por um homem, porém câmeras de segurança mostram apenas ele saindo correndo da residência, após o crime.

Devido ao crime, o adolescente está sendo acompanhado pela polícia e também recebendo apoio psicológico das autoridades.


Já é Notícia




Postar um comentário

0 Comentários