SEM VERBA DO ESTADO, MATERNIDADE DO SUS VAI FECHAR AS PORTAS EM UNIÃO E DESAMPARAR 11 MUNICÍPIOS

Divulgação


Direção justificou que a unidade não tem receita e convive com saldo negativo há 10 meses, acumulando dívida que ultrapassa R$ 3 milhões


Referência para a rede materno-infantil em 11 municípios de Alagoas, o Hospital São Vicente de Paulo, em União dos Palmares, anunciou que vai encerrar o atendimento na maternidade, no dia 1º de abril, por falta de suporte financeiro do Governo do Estado. A direção justificou que a unidade não tem receita e convive com saldo negativo há 10 meses, acumulando dívida que ultrapassa R$ 3 milhões.

O fechamento vai implicar na desassistência da população dos municípios de Branquinha, Colônia Leopoldina, Campestre, Ibateguara, Joaquim Gomes, Jundiá, Murici, Novo Lino, Santana do Mundaú e São José da Laje, já que a instituição é referência para a Rede Materno e Infantil.

A situação é tão grave que a receita para manter o setor de maternidade do SUS não está comportando a despesa. Isto tem acontecido, segundo os diretores, por causa do aumento diário dos insumos, medicamentos.

O hospital informou que recebe R$ 176 mil de produção pelo SUS, R$ 148 mil de incentivo federal, R$ 118,6 mil de incentivo estadual, chegando a uma receita total de R$ 443 mil. O problema é que a despesa alcança R$ 228 mil somente com a folha de pagamento dos médicos; R$ 292 mil com folha dos demais funcionários, prestadores, provisões trabalhistas encargos e outros; e R$ 228,8 mil com medicamentos, exames, oxigênio, gases medicinais, energia, alimentação, acordos trabalhistas. O total de gastos mensais alcança R$ 743 mil, ficando um saldo negativo de R$ 300 mil.

O contador da unidade, Gilberto Júnior, classifica o cenário como muito difícil financeiramente. Ele ressalta que não há como manter a maternidade de portas abertas, 24 horas por dia, com a estrutura atual, sem um suporte para cobrir os gastos. Havia, segundo conta, uma promessa do Governo do Estado para contribuir com o hospital, mas isto não aconteceu.

 

 

Thiago Gomes/Gazetaweb

Postar um comentário

0 Comentários