GOVERNO DE ALAGOAS INAUGURA SALA LILÁS NO CISP DE BATALHA

Foto: Emerson Lima / Ascom PC

Espaço será de uso exclusivo para vítimas de violência doméstica e familiar da região.

 

O governo de Alagoas, por meio da Polícia Civil do Estado, junto à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/AL) e a Secretaria de Estado da Mulher e Direitos Humanos (SEMUDH), inaugurou na última quarta-feira (13) a Sala Lilás do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) de Batalha, na Bacia Leiteira do Sertão alagoano.

 

A Sala Lilás tem o objetivo de atender as vítimas de violência, doméstica ou familiar, de forma humanizada, ampliando o atendimento da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, garantindo a efetiva proteção da dignidade de cada cidadã. Como ação integrada, o município disponibilizará atendimento psicológico e jurídico para as mulheres assistidas.

 

O evento contou com a presença do secretário de Segurança Pública, Elias Oliveira: do delegado-geral da PC/AL, Carlos Reis; da prefeita do município, Marina Dantas; da delegada regional, Daniella Alves; do gerente de Polícia Judiciária da Região (GPJ-4), Cícero Lima; da secretária Mulher e Direitos Humanos, Maria Silva, de representantes da Pastoral Carcerária de Batalha e de autoridades locais.

 

O delegado-geral Carlos Reis lembrou que, em dezembro de 2021, foi inaugurada uma Sala Lilás, na Central de Flagrantes da Capital, para atendimento 24h das mulheres vítimas de violência. “O projeto vem dando certo e o atendimento às mulheres está cada vez mais humanizado”, salientou.

 

A articulação da Secretaria de Estado da Mulher e Direitos Humanos junto à Secretaria de Estado da Segurança Pública, busca ampliar esta ação para outros municípios por meio das CISPs, localizadas em todas as regiões do Estado.

 

“É essencial a interiorização do atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, de forma acolhedora e humanizada. E esse é o simbolismo da Sala Lilás. É um local que permite que a vítima se sinta confortável o suficiente para ter forças de denunciar, de pedir ajuda, sem julgamentos ou preconceitos”, afirmou a secretária da SEMUDH, Maria Silva.

 

“A parceria com a Segurança Pública,  nos permite trilhar um caminho completo desde a recepção da mulher que buscou ajuda em um momento de desespero, até o processo de cura, com o encaminhamento para a Rede de Atendimento à Mulher no Estado. Assim, buscamos, juntos, a melhor solução para cada caso”, completou a secretária.

 

O secretário de Segurança Pública, Elias Oliveira, disse ser o espaço inaugurado importante e mostra que as forças de segurança não atuam apenas ostensivamente, de forma repressiva, mas tem também um olhar humanizado em relação às questões que envolvem a sociedade. “A mulheres vítimas de violência precisam ser acolhidas”, acrescentou.

 

A prefeita Marina Dantas, que deu apoio à implantação do espaço na CISP, agradeceu às autoridades de segurança e da SEMUDH pela instalação da Sala Lilás, disponibilizando equipes da área de saúde e de assistência social para atuarem no local. Ela destacou ainda o trabalho realizado pela Pastoral Carcerária junto à polícia local. O padre Jose da Silva promoveu a bênção do espaço.


Ascom / PC-AL

Postar um comentário

0 Comentários