TIROTEIO EM POUSADA DE LUXO NA BAHIA TERMINA COM DOIS MORTOS E DUAS INFLUENCIADORAS DIGITAIS PRESAS

Influenciadoras digitais Laylla e Adrian Grace, presas ao tentar fugir da polícia em pousada de luxo na Bahia — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Polícia foi a praia após moradores denunciarem homens armados, e foi recebida a tiros; um dos mortos era fugitivo do sistema carcerário e cumpria pena por tráfico de drogas. Mulher presa disse saber que namorado tinha envolvimento com crime.


Dois homens morreram em confronto com Policiais Militares na Praia do Garcês, na cidade de Jaguaripe, baixo sul da Bahia, e duas influenciadoras que estavam com eles foram presas enquanto tentavam fugir da polícia, na tarde de segunda-feira (11). As mulheres seguiam detidas na manhã desta terça.

Moradores da região chamaram a PM por meio do 190 e informaram que havia homens armados na Pousada Paraíso Perdido. Quando a polícia chegou ao local, foi recebida a tiros pelos dois homens, e revidou. 

Os suspeitos foram baleados e chegaram a ser socorridos e levados para o Hospital Gonçalves Martins, em Nazaré, mas não resistiram aos ferimentos. Os homens foram identificados como Agnaldo Leite da Silva Neto, de 29 anos, conhecido como Neto Talisca, e Felipe Augusto Machado, de 28, conhecido como Batoré.

De acordo com a PM, Agnaldo era fugitivo do sistema carcerário e tinha sido preso acusado de tráfico de drogas. As duas influenciadoras foram identificadas como Laylla e Adrian Grace. A reportagem tenta contato com a defesa das duas.

 

Tentativa de fuga em caminhonete

As duas influenciadoras foram presas enquanto tentavam fugir em uma caminhonete. Elas foram levadas para a delegacia de Santo Antônio de Jesus, onde estão à disposição da Justiça, nesta terça-feira (12).

O tenente coronel Edmundo Assemany, que é o comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, em Santo Antônio de Jesus, Recôncavo Baiano, informou que foi encontrada cocaína na caminhonete em que as mulheres tentaram fugir.

“Elas estavam acompanhadas dos indivíduos [que foram baleados]. Uma delas disse que tinha um relacionamento com esse indivíduo há muitos anos, sabia que ele era envolvido com o crime, mas não sabia exatamente como era o envolvimento dele com o crime, mas que ela sabia, sim", afirmou o comandante do batalhão.

"No interior do veículo onde elas estavam havia uma quantidade grande de drogas. Um quilo de cocaína é uma quantidade bastante razoável de droga, e, por conta disso, elas foram apresentadas também na delegacia, onde o delegado entendeu que era necessário lavrar o flagrante contra elas também”, completou.

No local, além da caminhonete, a PM também apreendeu duas pistolas, dinheiro e sete cartões de crédito.


G1

 

Postar um comentário

0 Comentários