JUSTIÇA NEGA LIBERDADE PARA HOMENS PRESOS SUSPEITOS DE FURTAR APARTAMENTO DE CARLINHOS MAIA

Suspeitos presos - Foto: Reprodução

Os juízes da 17ª Vara Criminal da Capital negaram, nessa quarta-feira (27), o pedido de revogação da prisão preventiva de Eliabio Custódio Nepomuceno e Wellyngton Medeiros da Silva, que estão detidos por suspeita de furto qualificado contra o influenciador digital Carlinhos Maia. Eliabio é apontado como dono do veículo usado no crime. Já Wellyngton é proprietário da oficina onde o carro foi encontrado, em Campina Grande, na Paraíba.

 

As prisões dos suspeitos do furto milionário no apartamento de Carlinhos Maia foram realizadas no dia 7 de junho passado. O crime foi cometido no dia 29 de maio. Além de Eliabio e Wellyngton, também foi preso Emerson de Holando Lira, que foi liberado após audiência de custódia.

 Mesmo dois meses após o crime e com os suspeitos identificados, a Polícia Civil de Alagoas ainda não informou sobre a conclusão do inquérito. Os produtos furtados também não foram encontrados.

O advogado Thiago Araújo, que representa Eliábio Custódio Nepomuceno, disse, no mês passado, que não há nada que prove que o veículo de seu cliente é o que aparece nas imagens de câmeras de segurança apresentadas pela Polícia Civil de Alagoas. Segundo ele, a polícia não fez as diligências necessárias para elucidar o crime.

Já o advogado Evanildo Nogueira, que defende Wellyngton Medeiros da Silva Moraes, que foi preso com o mesmo veículo - apontado pela polícia como usado no crime -, afirmou, na mesma época, que seu cliente é dono de uma oficina mecânica e apenas recebeu o veículo de Eliabio.

Sobre o cliente ter sido preso dirigindo o veículo por Campina Grande, o advogado disse que Eliabio deixou o veículo na oficina, pois não conseguiu colocar a tempo em um lava-jato. Além disso, o suspeito do crime teria autorizado Wellington a utilizar o carro.

 

O FURTO

O furto ao apartamento onde Carlinhos mora com o esposo, Lucas Guimarães, ocorreu no dia 29 de maio, durante a madrugada. No dia escolhido para o crime, Carlinhos Maia estava internado em um hospital de Aracaju, em Sergipe, onde se recuperava de uma cirurgia plástica. Lucas, por sua vez, estava viajando a trabalho, em Cancún, no México.

 

Com informações da Gazetaweb.

Postar um comentário

0 Comentários