no-style


AMBULANTES INVADEM O CENTRO DE MACEIÓ E DESCUMPREM DECRETO ESTADUAL


                                                        Centro de Maceió tem ruas lotadas nesta quinta-feira

FOTO: AILTON CRUZ

Flagrantes feitos pelo repórter fotográfico Ailton Cruz mostram ruas do comércio lotadas



Mesmo diante da pandemia do novo coronavírus e com os números crescentes de casos e de mortes em Alagoas, as pessoas insistem em descumprir o decreto em vigor, que proíbe aglomerações e impõe a obrigatoriedade do uso de máscaras na rua e dentro de estabelecimentos comerciais. Nesta quinta-feira (7), a Gazeta de Alagoas esteve no Centro de Maceió e flagrou dezenas de ambulantes comercializando produtos nas ruas. Também havia pessoas sem máscara.

O presidente da Associação dos Camelôs da Praça dos Palmares, Rosivaldo Moura, reforça que os que voltaram a trabalhar nas ruas não fazem parte da associação, mas diz que entende o retorno às atividades por parte deles. "Muitos ali estão trabalhando pela necessidade mesmo. As pessoas precisam comer. A falta de fiscalização durante esse período ajuda também", disse o presidente.

Rosivaldo Moura conta também que a grande quantidade de pessoas na rua em busca do auxílio emergencial do governo é um dos fatores que auxiliam. Muitos ambulantes não conseguem vender de casa e enxergam nessas pessoas a chance de conseguir trabalhar e garantir o sustento.

Ele relata ainda que cerca de 70% dos ambulantes que fazem parte da associação estão seguindo o decreto do governo e não estão indo às ruas. Segundo ele, muitos estão conseguindo vender através das redes sociais, principalmente os que trabalham com eletrônicos, já outros estão trabalhando através do serviço de delivery.

PREFEITURA

De acordo com a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), a prefeitura está trabalhando na fiscalização do município para impedir descumprimentos do decreto. "A Prefeitura de Maceió e o Governo do Estado estão trabalhando, diariamente, em uma força-tarefa integrada de fiscalização, para garantir o cumprimento dos decretos estadual e municipal, que determinam medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus", informou a assessoria.

O ambulante que desobedecer o decreto e for flagrado pela fiscalização pode ter seus equipamentos e produtos apreendidos. A equipe da prefeitura tem trabalhado também para conscientizar a população quanto às medidas de isolamento e distanciamento social, segundo a assessoria.

Por:Gazetaweb

Postar um comentário

0 Comentários